terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Quimio, conversas e visita

A Quimio
Inicia-se de fato a preparação para o transplante, nesse momento estou fazendo a quimio, que está no finalzinho.

Não via a hora de começar logo, era pra começar perto das 13h, começou já era mais de 16h, mas tudo bem.

Por enquanto nenhum efeito colateral, estou tomando alguns remédios já para amenizar alguns efeitos.



Hoje pela manhã conversei bastante (nem gosto... rsrsrsr) com a médica, e também com a psicóloga que irá me acompanhar durante a internação, virá toda semana, coitada acho que a deixei tonta de tanto que falei, começo a falar e não paro... rsrsrrsrs... mas nossa conversa foi muito boa, falamos de coisas boas, contei alguns acontecimentos, falei de alguns amigos, não sei bem o que falei a conversa foi fluindo... hehhehe... E claro sempre converso com as enfermeiras, uma delas, a Rita, pediu o endereço do meu blog... cada vez mais pessoas acompanhando.

Além das conversas pessoalmente, várias pela net, mal entrei no msn e fui recebida com um "Bom diaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa" de minha amigona do coração Tati Loira (pra quem não sabe, são duas grandes amigas Tati, uma Loira e outra Morena... rsrsrsrs), não tem como não começar o dia bem dessa maneira.


Agora a pouco o Dudu (meu irmão e meu doador) chegou, estou aproveitando que ele está trabalhando um pouquinho pelo celular e estou postando aqui. Estou muito feliz com sua chegada, amanhã ele começa com as injeções para estimular as células, segunda que vem faz a coleta das células que doará para mim.





Bom vou parando por aqui e aproveitar minha visita.

Beijos

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Ante o Além

Acabei de receber uma notícia que me emocionou, me fez arrepiar.

A Nina (minha irmã) me falou agora que o Matheus Cony, que tinha leucemia, irmão de um colega dela,  faleceu hoje.

Me emocionei principalmente porque hoje quando ela esteve aqui no hospital falamos muito sobre ele, ela comentou que ele tinha achado doador, entrei no blog dele, li algumas postagens e ainda coloquei aqui no meu  o blog dele como um dos blogs que sigo, também coloquei um link onde ele fala da importância de se cadastrar no Banco de Doadores de Medula (pensem nisso). Embora não o conhecesse sabia de sua história pela Nina, vi ele uma vez no Jornal do Almoço, sempre torci muito por ele.

Bom, como disse a Nina a pouco no face pra mim "Que Deus ilumine ele"


Esse acontecimento nos faz pensar sobre a morte, pelo menos faz a mim, e cada vez mais acredito que estamos aqui para crescermos e apenas de passagem, a morte faz parte da VIDA. Acho que precisamos morrer para RENASCER.


Matheus Cony com certeza renascerá em outro lugar. Que tenha muita luz. E que seus familiares também sejam iluminados por Deus. 

Mesmo sem conhecê-los peço a todos que leem o meu blog que mandem vibrações positivas para essa família e essa alma.

Para quem quiser conferir esse era o blog que ele escrevia:
http://queromedula.blogspot.com/

Beijos e Fiquem com Deus!



Meu cantinho e minha "rotina"

Aqui estou novamente, hoje escreverei um pouco sobre como é meu cantinho e sobre minha "rotina" aqui.

Pois bem, começando pelo meu cantinho, nas fotos a minha vista da janela, onde estou sentada nesse momento (não na janela, em uma poltrona ao lado... rsrsr), janela que está lacrada para que o ar da rua não entre, já que aqui, devido ao forte tratamento, ficamos mais sensíveis, suscetíveis a doenças, como havido dito em outro post o ar aqui é filtrado. Como podem ver pela foto minha vista são algumas árvores, o telhado do hospital, uma construção (que não sei ao certo se é do HCPA, mas imagino que sim, pois já li algo dizendo que estão ampliando), a rua que passa aqui é a Rua do Banco de Sangue do HCPA, e vejo um pedacinho da Oswaldo Aranha, mas um pedacinho mesmo, vejo as rodas dos carros passarem... rsrsrsr

E na outra foto podem ver o meu quarto, eu bem no cantinho, minha cama, um pedacinho da cama ao lado (ainda vazia), o guardo-roupa, a tv, minha mesa, e essa "máquina" verdinha (se é que dá pra identificar a cor... rsrsrsrrs) ai em uma estrutura com soro e medicamentos pendurados, essa se apegou em mim de uma maneira, onde vou ela vai atrás, eu também não a largo, estamos ligadas por um "fio", criou-se um laço muito forte entre nós... foi amor a primeira vista... rsrsrrsrs



Bom, agora já conhecem minhas instalações, vamos a minha "rotina".

Acordo perto nas 8h da manhã, não estranho porque em casa acordava cedo, antes mesmo de dar tempo de levantar a enfermeira vem tirar meus sinais (tirar não, verificar senão já estaria morta... rsrsrsr), tenho q ir ao banheiro e depois me pesar, obrigatoriamente nessa ordem, não vou contar meu peso não, nem por decreto... hehehhehe... Logo chega o café, antes do café um remedinho e um outro junto ao café (esses eu já tomava em casa), a partir de amanhã terei um lanche as 10h - uma fruta de casca grossa  (mais uma precaução pra eu não pegar nada), a enfermeira protege o catéter pra não molhar e tomo meu banho, após troca de curativo, entro na net pra conferir os acontecimentos (algumas vezes antes do banho), depois almoço, sinais, remédios, café às 15h, janta às 18h, lanche às 20h, tem um remédio a tarde- não sei bem a hora. Ao longo do dia assisto tv, fico no not, vejo filme na tv ou not, converso pela internet, leio um livro. A  tarde e a noite tem a verificação dos sinais (na verdade nem sei quantas vezes "tiram" meus sinais. Tenho dormido cedo entre Ás 22 e-23h. Na madruga sou acordado para verificar sinais, algumas vezes tirar sangue (ainda bem que pelo cateter). Ah, cada vez que faço xixi tem que ser em um pote que tem medidor, precisam controlar os líquidos que saem e todos que entram (suco, água, soro, enfim, líquidos em geral), anoto num papelzinho a quantia do que sai.
Meu médico vem sempre me ver de manhã, no fim de semana é o médico de plantão, mas o normal é vir o Dr Gustavo e a Dra Monique. Estou tomando na veia alguns remédios pra controlar os efeitos colaterais da quimio, iria começar com ela hoje, mas o Dr Gustavo disse que resolveram mudar e começo amanhã, farei diariamente até a próxima segunda, dia 6, e no dia 7, o tão esperado Transplante de Medula Óssea (TMO), e ai começa a contar do zero.

Ficarei mais debilitada nos próximos dias, talvez mais ausente por aqui, mas escreverei sempre que possível.

Pois bem, já sabem como é meu cantinho e como é um pouco da minha rotina, talvez tenha esquecido de algo, trocado alguma ordem, mas é mais ou menos isso. Embora pareça sempre igual, não é bem assim, porque a VIDA não é rotina e apesar de ter certos horários cada dia aqui tem sido diferente, conversas com enfermeiras(os) e médicos, o blog "bombando", face, conversa virtual com os amigos, conversa e mensagens no celular, leitura, enfim várias coisas... Cada dia é único!

Agora vou lá que meu almoço chegou... parece que só como aqui né... rsrsrrrs

Beijos e continuem sempre mandando suas energias positivas, tenham certeza que as estou recebendo.

domingo, 29 de janeiro de 2012

CORES

Não poderia deixar de escrever um post sobre isso: A cor do meu esmalte.
Combinei com a Camila, minha amiga e também manicure, de fazer as unhas antes de vir pro hospital, pois já sabia que aqui não poderia fazer, no máximo passar um esmalte.
Queria algo bem vivo, bem chamativo mesmo, afinal só passo usar roupas do hospital, e o modelito é básico ou um verde ou um azul, então o esmalte tinha que dar VIDA.

Pois bem, podem ver ai ao lado o esmalte que coloquei, ou melhor a combinação que fizemos (Hits Speciallitá nº 201 e nº 203), nos pés apenas a mais escura. E não podem imaginar o sucesso que está fazendo aqui, não tem quem não entre no quarto e não comente do esmalte, todas adoram.

Obrigada Camila, pelas várias opções de cores, por escutar sempre minhas histórias, pelas muitas gargalhadas enquanto fazemos as unhas, pelas conversas pelo face me fazendo companhia aqui no hospital (mesmo que virtualmente).

Ah, e uma coisa que nunca te disse, dê os parabéns a tua mãe, pelo lindo nome que te deu.... rsrsrrsrsrsr

Beijos a todos

Amigos são aqueles...

Estou viciando nisso, já fico pensando sobre o que posso escrever hoje, será que escrevo hoje? Bom, escreverei hoje e sempre que me der vontade... rsrsrsr... Isso está sendo uma terapia pra mim.

Em primeiro lugar, gostaria de falar sobre algo que aconteceu antes de eu internar, na quinta (26/jan), minha GRANDE AMIGA e "cumadi" "Janja" foi lá em casa, ela me levou um presente, que amei, uma fronha (imagem ao lado) que fala um pouquinho do que significa a nossa AMIZADE. Nem preciso dizer que nos emocionamos, choramos, ela lamentou por não poder estar ao meu lado como gostaria, que queria poder me acompanhar dia-a-dia, mas como eu disse ela está comigo todos os dias, mesmo que não fisicamente. E já é ESSENCIAL, aliás nossa amizade é essencial.

Minha grande AMIGA, que sempre me deu forças desde que nos conhecemos, que foi minha companheira de muitas festas e indiadas, companheira de não fazer nada, que muito me ouviu chorar, que muito me viu sorrir, gargalhar, que muitas vezes me puxou a orelha, que faz parte de minha vida e que me permitiu fazer parte de sua vida e de sua família, e quando digo família incluo: pais, irmão, avô, tios, primos... e claro marido e filhos - um deles meu afilhado Patrick que muito amo, e o Gabi que embora não seja meu afilhado, é como um sobrinho, que já amo tanto quanto.

AMIGA (não canso de colocar essa palavra em destaque, pois nossa amizade merece destaque) só queria que lembrasse, porque saber sei que você sabe, que é muito IMPORTANTE para mim, sei que está sempre comigo e lembre-se que te AMO, sim amo, muitas pessoas tem medo de usar essa palavra, mas existem tantas  formas de amar e acredito que as de amizade e de família são as mais fortes (se é que se pode medir a intensidade do amor) e só uso essa palavra quando é o que realmente sinto.
Bom, ia escrever outras coisas, mas acho que esse assunto merece um post só pra ele.

Minhas queridas amigas e amigos, que não citei aqui, saibam que todos ocupam um lugar ESPECIAL em meu coração, não citarei nomes, cada um sabe bem.

Beijos a todos e em especial aos AMIGOS

sábado, 28 de janeiro de 2012

Agora é pra valer!

Agora é pra valer!
Um resuminho antes de partir para o momento atual (isso é tão difícil pra mim, resumir, verão que sou detalhista).
Descobri em 2008 que tinha um tipo de câncer no sangue, um Linfoma de Hodgkin, desde a suspeita comecei meu tratamento no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Foi nesse momento que descobri uma FORÇA que não sabia que tinha, pensei se realmente a doença se confirmar vou a LUTA, me tratar e era isso. Então iniciaram-se os tratamentos:
1ª etapa: quimioterapia, radioterapia, alguns efeitos colaterais, mas pouca coisa, ok! após todOs os processos doença controlada...
2ª etapa: volta a doença em menos de um ano. Novo tratamento: quimio (já c um pouco mais de efeitos: alergia, queda de cabelo), troca de quimio por causa da alergia e após as quimio para matar as células e receber a medula dia 18 de março de  2010 transplante de medula autólogo (c/ células minhas), 21 dias no hospital, um período de algumas restrições: comida, saídas, evitar contato c muitas pessoas, licença do trabalho de 3 meses (eram pra ser 6, mas com muito choro e com certas condições impostas pela médica consegui voltar antes), ok! doença controlada...
3ª etapa: mais uma vez volta a doença (um pouco mais de 1 ano após o transplante). Tratamento: mais quimios 9c/ efeitos mais leves) e, futuramente, Transplante de Medula, agora com o doador. Feito os testes nos irmãos, o resultado do meu irmão mais velho, Eduardo, foi 100% compatível... Momento de muita comemoração... Então agora após fazer as quimios, aqui estou no HCPA, desde ontem, para fazer a preparação e o transplante...

Procurei resumir e contar apenas os fatos sem as emoções, senão não pararia de escrever. Houve momentos difíceis, mas sempre procurei encarar da melhor maneira, sempre vendo a lado positivo, sempre com muita fé. Ao longo desse tempo o apoio de todos ao meu redor sempre foi muito importante, família, amigos, médicos, equipe do hospital, colegas de trabalho, conhecidos... Costumo dizer que tenho muita sorte e que encontrei pessoas maravilhosas em meu caminho.

Hoje:

Segundo dia de internação, minhas instalações: quarto c duas camas (no momento, TODO MEU), banheiro privativo, tv, internet, ar condicionado e filtrado, serviço de quarto, café, almoço, café da tarde, janta, mais um lanche tudo incluído no pacote... e o melhor, como diria minha amiga Bibi, tudo 0800 (grátis). Como falei no face: Que mais posso querer?



Ontem mesmo, após identificação no pulso, entrevista c a enfermeira e almoço já começaram  os procedimentos, estou com um cateter no pescoço por onde farei as quimios preparatórias e o transplante (cateter colocado pelo mesmo médico que colocou da outra vez). Por conta disso essa noite foi um pouco desconfortável pois estava com uma baita de uma fita sobre o cateter que limitava os movimentos do pescoço, hoje já está bem melhor. Na hora de tirar a fita: depilação e alguns fios de cabelo a menos, brinquei com a enfermeira: "Nesse momento seria bom que eu já estivesse careca" rsrssrrsr. Sim, ficarei careca, vou deixar a modéstia de lado e confessar: sabe que da outra vez me achei bonita careca... heheheh... adoro lenços e também algumas vezes andar sem nada.
Tenho me distraído com a tv, e principalmente com o not (onde conversei com amigos, joguei FreeCell-só o que jogo, assisti DVD, hoje também comecei a ler um livro: "Os 100 Melhores Contos de Humor da Literatura Universal".

Bom, o que fazer aqui não falta, também tenho que me virar já que as visitas são restritas. Ontem quando a enfermeira falou sobre os cartões de visitas e disse: "só 3 pessoas poderão te visitar durante toda internação", ou seja praticamente 1 mês, talvez alguma exceção. Na hora me segurei pra não chorar, difícil ver 3 pessoas, e como achar 3 pessoas c disponibilidade, o ideal seria que pudessem ser alternadas, dessa forma acabo ficando bastante tempo sozinha, mas tudo bem, é SÓ 1 mês. E sempre se dá um jeito c as exceções... rsrsrsrs... Também sou tranquila em ficar sozinha, não gosto de alguém me acompanhando sempre, parece que to doente (hehehehe) e apesar de estar me sinto bem, posso fazer as coisas sozinhas, sem auxilio o tempo todo.

Ao postar no face algumas coisas sempre recebo muitos recados de força, de pensamentos positivos, de pessoas que estão torcendo por mim. Obrigada a todos e saibam que quando digo que Tudo JÁ está DANDO CERTO, não é da boca pra fora realmente está.

Bom, vou terminando aqui, sei lá como ficou, me perdoem qualquer coisa, é o primeiro post.

Beijos

SEJAM BEM-VINDOS!!!

Bom, a tempos penso em fazer um blog, mas sempre fica só no pensamento. Fico cheia de dúvidas: será que terei inspiração pra escrever, o que escrever, como não me expor demais... a começar pela dúvida: "que nome darei ao blog?"
Hoje conversando com um amigão, Davi, ele me disse: " Miga, sei o que pode fazer pra passar o tempo: UM BLOG", disse a ele "Quem sabe hoje começo", pois bem aqui estou.
Sobre o que escreverei? Acho que começarei contando esses longos dias que irei passar por aqui, no Hospital, tentando colocar um pouco dos fatos e das minhas emoções sobre tudo que está acontecendo.
Sim, no Hospital. Não, esse não é um blog para reclamar da vida, para expor sofrimentos. Ao contrário, acredito que será um blog para celebrar a VIDA, aprender com sofrimentos, e procurando tirar o lado positivo de tudo. Claro, haverão dias em que estarei mais pra baixo, que talvez use o blog pra desabafar.
Bom... Como será? vamos acompanhar pra ver, na verdade nem eu sei...

Bora lá! Agora  é só começar a preencher as "páginas" em branco deste blog.