quinta-feira, 12 de julho de 2012

Escolha: Ser Forte

Hoje estava lendo uma matéria que minha prima de coração Carmem Lucia colocou no face dela, sobre doação de medula, quem quiser conferir a matéria o link:
http://www.revistamateriadesaude.com.br/doacao-de-medula/

Ao ler essa matéria li um trecho dito por Carmen Costa, que descobriu um câncer linfático, onde ela diz: 


"(...) Por incrível que pareça a doença nos faz crescer. Não é a patologia que nos enfraquece, mas o nosso comportamento"


Isso me faz pensar quantas vezes ao ler ou ouvir histórias parecidas ouço a palavra força descoberta com a dificuldade, quem nunca ouviu ou mesmo alguém comentou sobre o depoimento do Gianecchini 

"Acredito que isso possa ser uma dádiva para mim", afirmou dizendo que a doença uniu ainda mais a família e tem lhe ensinado a ser forte. "


Quem quiser ouvir o depoimento inteiro, vale a pena:


Ao ouvir esses depoimentos me identifico em muitas coisas: como eu disse no depoimento que eu coloquei no post anterior: "...descobri uma força que não sabia que eu tinha.". Isso me faz pensar em quantas vezes passamos por dificuldades e essas dificuldades nos fortalecem, mas infelizmente nem todos são assim, mas acho que é uma questão de escolha: existem duas ao meu ver: ser FORTE ou se entregar.

Eu escolho a cada dia ser FORTE, mas ser forte sem perder a SENSIBILIDADE, sem endurecer, "o forte" também chora, também tem momentos que tem medo, mas "o forte" enfrenta seus medos e segue adiante. E acima de tudo além de sermos fortes podemos também escolher encarar com ALEGRIA, dando valor as coisas BOAS que acontecem, porque mesmo dentro das dificuldades muitas coisas boas acontecem, muitas pessoas boas surgem em nossos caminhos.


Além disso a matéria tem como assunto principal, algo que já publiquei aqui antes: a DOAÇÃO DE MEDULA, quem ainda não é cadastrado, vamos lá, é bem simples, não dói nada e ainda por cima pode salvar uma VIDA.

“Para quem está esperando um doador, não perca as esperanças, nem desanime. Para quem ainda não é doador, por favor, não se assuste e ajude a salvar outras vidas”- Carmen Costa





Que DEUS nos ajude a escolher sermos FORTES, seja lá o que tivermos que enfrentar, uma doença, ou qualquer outra dificuldade. Embora ser FORTE pareça mais difícil, pelo contrário a FORÇA torna as coisas mais fáceis, melhores de serem suportadas e acima de tudo SUPERADAS.

Beijos



sábado, 7 de julho de 2012

5º Mês

Hoje, como todo dia 7 venho aqui pra escrever e principalmente CELEBRAR A VIDA, pois nesse dia completa mais um mês de meu RENASCIMENTO, com novas células.

As coisas estão bem tranquilas, nesse mês comecei a diminuir 2 medicamentos imunossupressores, um deles eu já parei o outro diminui e devo parar na próxima consulta, que é semana que vem. Me sinto muito feliz em parar com esses remédios, parece algo bobo, tamanha felicidade por um simples parar de remédio, mas cada coisinha que acontece é um grande passo em meu tratamento.

Não vejo a hora de voltar a trabalhar, mas cada coisa a seu tempo, tenho que exercitar muito a minha paciência nesse caso, pois ainda falta bastante para isso, conforme o Dr Gustavo me falou antes mesmo do transplante, voltar a trabalhar só quando completar 1 ano do transplante. Ainda mais que o local que trabalho não da as condições necessárias, trabalho em meio a crianças, em um lugar com muita circulação de pessoas e também onde há muito pó, para quem não sabe sou secretária de uma escola municipal, por sinal semana passada fiz uma visitinha rápida a escola, muito bom rever alguns colegas de trabalho. Mas enquanto não posso voltar vou me ocupando de outras maneiras, entro na net, converso com amigos, estou lendo um livro neste momento "As Garotas da Fábrica", assisto tv, algum filme, às vezes pego meu crochê, faço minhas aulas de musculação (bem de leve), saio de vez em quando pra fazer algumas coisas, ver amigos, e algumas vezes aproveito para não fazer nada, num dia como hoje e ontem, chovendo, nada melhor que poder ficar em casa em baixo das cobertas... rsrsrrsrs

Depoimento para trabalho de rádio:

Esses dias a Nize, que trabalhou comigo a alguns anos atrás e hoje está fazendo jornalismo, pediu se podia contar minha história para fazer uma matéria para rádio, um trabalho de uma das cadeiras que está fazendo, e se eu podia dar um depoimento, me disse que o trabalho era algo sobre superação, aceitei na hora. Combinamos tudo pela internet, como não conseguimos nos encontrar dei o depoimento pelo skype. Semana que vem nos encontraremos, depois de anos. Ela já apresentou o trabalho e foi muito bem, disse que seu professor, um repórter do RBS, o qual no momento não me recordo o nome, adorou e se emocionou. Para fazer a reportagem, além do meu depoimento, fez algumas perguntas e principalmente leu o blog para ter como base. Agora vou colocar aqui embaixo o texto que ela fez pra rádio e junto os meus depoimentos. Ah sim, ela pediu que escolhesse uma música de fundo e que eu dissesse o porque dessa música, a música que escolhi foi a que está junto ao título do meu blog "O que é o que" de Gonzaguinha. 

Mas vamos ao trabalho dela então:


"Trecho música de Gonzaguinha - Abertura


Boa noite!

É com as palavras de Gonzaguinha que apresento à todos a minha entrevistada. Acredito que não teria música melhor para defini-la, ou melhor, ela mesmo defini-se nessa canção.///

Camila Pacheco, de 30 anos, mora na Cidade de Gravataí e trabalha como secretária em uma escola municipal.///

Camila sempre teve uma vida absolutamente normal, de trabalho, diversões com os amigos, namoros, enfim, tudo que uma mulher adora fazer./ Muito vaidosa, com um sorriso lindo sempre foi e é rodeada de pessoas amigas e queridas, não tem como não gostar e se apaixonar pelo jeitinho meigo e muitas vezes ingênuo de Camila.///

Mas em 2008 Camila percebeu que algo estava errado com ela./ Sintomas aparentemente inofencívos começaram a aparecer, como: suores noturnos e inchaço no pescoço./ Assim, imediatamente procurou um médico que a internou e fez uma bateria de exames, diagnosticando aquilo que nenhuma pessoa deseja ou acredita ouvir, sim era o tão temido "Câncer".///

SONORA DE CAMILA




O Câncer de Camila é chamado de: "Linfoma de Hodgkin"./ O sintoma inicial mais comum do linfoma  é um aumento indolor de inguas no pescoço, porção superior e inferior do peito, axilas, abdome ou virilha, Outros sintomas incluem febre, suor, principalmente à noite, perda de peso e coceira.///

A extensão da doença e a presença dos sintomas determinam o tratamento a ser seguido, denominado pelos oncologistas . O tratamento da doença envolve quimioterapia e radioterapia, que podem ser mais ou menos extensas de acordo com o estágio da doença.///

Apesar de ser assustador receber uma notícia dessa, de saber que esta com câncer, Camila não se entregou, tentou se informar melhor do que tinha, para assim lidar de uma forma mais "positiva", sabendo realmente o que estava acontecendo com ela.///

Em 2008 Camila deu início aos  tratamentos de  quimioterapia e a radioterapia, isso foi até março de 2009 e a doença estava controlada./ Em outubro do mesmo ano a doença avançou e ela teve que fazer novamente quimioterapia, mas desta vez mais forte./ Em março de 2010  fez o transplante autólogo, que são com as próprias células, mas pra sua tristeza a doença insistiu em voltar e foi no ano de 2011 que Camila realizou, além de sessões de quimioterapia o transplante que certamente seria fundamental pra sua vida, o transplante de celulas tronco. ///

O doador é irmão de Camila e chama-se Eduardo, ele mora no Equador, mas depois disso certamente estão cada vez mais ligados./ Se não fosse por ele, certamente ela teria que aguardar na lista de espera, até que alguém fosse compatível, o que implicaria em sua vida./ Eduardo não é apenas um irmão, mas sim o anjo que salvou Camila./ Hoje ela diz que precisa comemorar dois aniversários, pois certamente nasceu novamente./ A doença de Camila esta 99,9% curada, mas ainda inspira muitos cuidados, pois o transplante aconteceu há 4 meses e esse primeiro ano é fundamental para sua cura.///

A  sua mãe, Dione  morreu aos 48 anos, vítima de câncer de mama, mas isso não tira a coragem de Camila, pelo contrário, parece ter uma força sobrenatural, que a protege de tudo e de todos./ Logo seus cabelos escuros irão crescer novamente e com eles a vida se renovará e trará de volta uma Camila 100%, pois é esse o número mais aguardado por todos, 100% de CURA.///

A Camila tem um blog que chama-se "CELEBRANDO A VIDA" e sua música favorita conta um pouco da esperança que a cerca e a única coisa que ela não cansa de repetir é que a vida relmente é bonita!.///

SONORA CAMILA



Meu nome é Nize Ramos repórter da rádio Unisinos

Trecho música Gonzaguinha - Encerramento"

OBS: desculpem o jeito que está o linck para os meus depoimentos, mas foi a única forma que descobri, se alguém souber um jeito mais prático me explica ai, por caridade... hehehhehe

Obrigada Nize por essa oportunidade!


Beijos a todos