terça-feira, 23 de outubro de 2012

Notícias pós consulta

Ontem consultei com o Gustavo, fui de manhã cedo pro Hospital Dia, fiz a coleta do exame de sangue e fiquei aguardando os resultados e o médico, e depois os remédios.

Hoje, serei breve, vamos direto aos resultados dos exames, meus exames de sangue gerais estão ótimos e o exame mais aguardado que era o do fígado mostrou que o ele melhorou, ou seja poderei fazer o procedimento que preciso, que é receber os linfócitos do meu irmão. Além desses exames estou com uma tosse bem chata, o Gustavo me examinou e viu que estou com um pouco de chiado no pulmão, então vou tomar um antibiótico por 7 dias e fazer nebulização, além de usar um spray no nariz, já que tudo começa por causa da minha rinite. Também estou com uma bactéria no intestino, que comecei a tratar na semana passada, só faltava a confirmação do exame de que realmente era essa bactéria, o Gustavo falou o nome dela, mas era um nome tão estranho que não gravei, é uma bactéria chatinha de tratar, depois de 21 dias tomando os remédios repetimos o exame pra ver se ela sumiu, mas ok, já está sendo tratada, a diarreia (eca) que eu estava que nem sabia ao certo que era diarreia já está melhorando aos poucos, então deve estar resolvendo.

Voltando ao procedimento que irei fazer com as células do meu irmão, estamos esperando a médica do hemocentro marcar a data, para definir quando o Dudu vem para fazer a coleta e então eu receber as células, isso deve ser em breve.

Ah, como meu fígado melhorou estou diminuindo mais ainda os corticoides e paro em dias, hoje comecei a tomar 10mg, tomo por 4 dias, depois 5mg e logo paro.

E quanto a mim estou mais tranquila... rsrrsrsrs

Beijos

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Obrigada!

Hoje é o dia do médico, e não podia deixar de escrever aqui, de agradecer a essas pessoas que fazem ou fizeram parte de minha Vida.

Sempre digo que tenho muita "sorte" pelos médicos que encontrei em mim Vida, principalmente em momentos tão delicados.

Por mim passaram muitos médicos, afinal estou em tratamento a alguns anos e ainda por cima em um hospital universitário, por onde passam muitos médicos residentes.

Mas existem alguns especiais para mim, começando pelo médico que cuidou de toda nossa família, meus irmãos e alguns parentes com certeza irão lembrar, Dr Geraldo, já falecido, sempre com seu refri na mesa,  brincando, falando umas besteiras pra descontrair, uma grande pessoa, muito humana, sua secretária, era sua esposa, pessoa muito querida, sempre conversando enquanto aguardávamos para ser atendidos.

Do médico da infância, parto para os médicos que passaram por mim quando fui ao posto de saúde porque meu pescoço estava inchado, já por causa do linfoma, mas que eu nem desconfiava. Pois uma médica e um médico (que não recordo os nomes), apesar da breve passagem por minha Vida foram fundamentais; primeiro a Dra, muito atenciosa procurando que eu fizesse os exames o quanto antes, pois desconfiou ser um linfoma, e preocupada que eu ao voltar ao 24h fosse acompanhada, e que disse que se eu voltasse até um certo horário ela mesma me atenderia (o que não é um procedimento padrão), mas ao voltar, devido ao tempo para os exames ficarem pronto, não por falta de vontade, pois a isso tenho que agradecer um outro médico, Dr Jarbas Lucas, que me perguntou o que havia combinado com a médica e prontamente fez o laudo para que eu levasse, mas mesmo assim quando retornei ao posto a Dra não estava mais, só que em seu lugar estava outro médico, só lembro que se chamava André, seu sobrenome era enrolado, ele olhou meus exames, me explicou com paciência e atenção tudo, explicou que para saber se era um linfoma somente fazendo uma biópsia,  e me pediu que fosse para casa, almoçasse tranquilamente e mais tarde voltasse, pois ele iria ver qual o melhor lugar para me encaminhar, voltando ele me encaminhou para o HCPA (Hospital de Clínicas de Porto Alegre), onde me trato até hoje e onde sou muito bem tratada e encontrei médicos especiais.

Difícil falar de médicos tão especiais, todos médicos que passaram por mim tiveram um papel muito importante, mas não adianta, sempre tem aqueles que marcam de uma forma especial. A Dra Laura Fogliato, que me acompanhou desde o início do tratamento, hoje não me acompanha mais, desde o início desse ano, quando fiz o transplante, mas mesmo assim a vejo quando vou no ambulatório, Laura é uma pessoa muito especial para mim, médica que muito admiro, ela tem um jeito direto de falar as coisas, mas sem perder a humanidade, sempre tive um carinho especial por ela, sempre conversávamos muito em minhas consultas, a primeira vez que a doença voltou a forma como ela me falou nunca vou esquecer, não consigo colocar aqui em palavras; enfim... A Dra Cristina, médica residente, sempre querida, prestativa, prática, me deu seu celular, sempre que precisava de alguma coisa recorria a ela, uma pessoa muito humana, na verdade foi ela quem me confirmou a volta da doença a primeira vez, a Dra Laura me falou mas faltavam os exames para confirmarem, quando a Cristina me falou ela tinha a confirmação, eu estava internada, abalada, e ela foi muito atenciosa comigo, foi ela quem deu início ao novo tratamento, por um bom tempo ela me acompanhou, mas como toda residencia um dia acaba... 

Depois vieram a Dra Rosane e Dra Giovana, médica residente, que me acompanharam durante o transplante autólogo, pessoas igualmente especias, cada uma com seu jeito, Dra Rosane sempre muita calma ao falar, sempre muito cuidadosa, Giovana já mais expansiva, brincando, falando alto, mas sempre atenciosa a tudo que eu estava sentindo e ao tratamento...

E hoje, muitas vezes já ouviram eu falar aqui do Dr. Gustavo Fischer, médico que me acompanha desde que fui encaminhada para o transplante alogênico, ele já havia tido uma breve passagem pela minha Vida, em 2010 quando fiz o outro transplante ele me atendeu 2 vezes em seus plantões e inclusive foi ele que me deu alta do transplante, ele não lembra disso, eu disse que devia ser porque estava careca, pois quando me conheceu eu estava com os cabelos mais compridinhos e cacheados... rsrsrrs... O Gustavo é outra pessoa muito especial, tem seu jeito direto de falar as coisas sem perder a humanidade nunca, algumas vezes está mais sério, mas geralmente fala rindo, brincando, sei bem quando algo está preocupando ele no que diz respeito ao meu tratamento, vejo em seu rosto, assim como vejo quando tudo está indo conforme o esperado. Foi ele quem me deu a notícia dessa vez de que a doença voltou, percebi o quanto isso foi difícil para ele. Bom, só tenho a agradecer a forma como sou tratada. 

Acabo falando mais do Gustavo, pois é quem mais me acompanha, mas não poderia deixar de agradecer aqui as Dra Alessandra Paz e Dra Lisandra Della Costa, que fazem parte da equipe que me trato, também pessoas especiais (viram o que eu disse, sobre "sorte", só pessoas especiais) as duas sempre muito atenciosas, Dra Lisandra com seu jeito delicado de falar, sempre muito cuidadosa, Dra Alessandra, uma grande profissional, mais restritiva, mas sempre pensando no melhor para o tratamento.

Enfim, obrigada a todos os médicos que passaram e permanecem em minha Vida.

Li esse cartão e acho que se encaixa perfeitamente.

Beijos

P.S.: Descobri hoje (30/10) arrumando uns papéis o nome dos médicos que me atenderam no Posto 24h em 2008 - Leticia Rigo e Andre Silvio Schier.


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Só por hoje


"Só por hoje eu não vou me destruir
Posso até ficar triste se eu quiser 
É só por hoje, ao menos isso eu aprendi"
trecho de Só por hoje- Legião Urbana - letra completa em http://letras.mus.br/legiao-urbana/46980/

Faz alguns dias que não escrevo, não me sentia preparada para escrever, se lembarem em alguns posts anteriores eu tinha dito que tinha uma consulta no dia 11 (quinta passada), nessa consulta teria o resultado das minhas tomos feitas no fim de setembro. Pois bem, tive a consulta e o resultado, e como podem imaginar pela minha ausência, não foi dos melhores, as tomos mostraram que os 3 linfonodos que existiam aumentaram e surgiram outros, ou seja, a doença voltou a se manifestar. Nem preciso dizer qual foi a minha reação ao ouvir isso do Gustavo, chorei.

Não é nada fácil ouvir isso, ainda mais pela 3ª vez, sim 3ª vez, em todo tratamento, essa é a 3ª vez que acredito estar no caminho da cura e ocorre recidiva (reaparecimento da doença). Eu não estava preparada pra sair contanto, contei apenas as pessoas mais próximas, mesmo porque precisava de seu apoio e carinho, e foi o que recebi, muito obrigada a todos. Outro motivo de não sair contando tem a ver com o trecho que coloquei da música do Legião: "Só por hoje... posso até ficar triste se eu quiser..." e por isso não queria ouvir palavras do tipo: você é forte, é guerreira, tudo vai ficar bem, tenha fé, e todas essas coisas positivas, sim palavras positivas que sempre precisei e que muito me ajudaram e ajudam e continuo precisando do pensamento positivos de todos. Só que às vezes essas palavras tem um peso, parece que tenho que ser sempre forte, mas isso é impossível, e nesse momento não quero ser forte, e sei que é só nesse momento, é tudo recente, já passei por isso outras 2 vezes e preciso me permitir o que antes não me permitia, quero chorar, quero reclamar, mas isso não significa que desisti, muito pelo contrário, estou tentando com todas minhas forças, sim forças, as tenho ainda, mas no momento além da força ainda existe uma sensibilidade muito grande, e quero senti-la.

Então pessoal, mandem as suas ENERGIAS E PENSAMENTOS positivos para que eu vença mais essa batalha.

Sobre quais os procedimentos a partir de agora, explico melhor semana que vem, depois de outra consulta, mas já adianto que são bem mais simples, que são com células do meu irmão, mas não é um transplante, nem faço quimios.

Beijos


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

8º Mês TMO - 31 anos de idade

Como já disse, hoje, é dia de CELEBRAR A VIDA em dose dupla, meus 31 anos de nascimento, pela primeira vez, e 8 meses do meu transplante, nascimento pela 3ª vez.

Adoro, na verdade AMO, meu aniversário, sempre gostei, adoro COMEMORAR esse dia, a minha VIDA. Sempre faço algo para meus amigos que lembram de mim, se não faço nada parece que não fiz aniversário, e hoje não foi diferente, COMEMOREI ao lado de pessoas que gosto muito, família e amigos especiais. É sempre uma função, invento de fazer algumas coisas em casa, eu adoro, e encomendo outras; é sempre bastante gente, não consigo dar atenção que gostaria para cada um, em aniver temos que nos virar em mil, mas sei que todos entendem, dei a atenção que pude e que estava ao meu alcance a cada um... rsrsrrsrs...

Estou muito feliz pela presença de cada um, e também estou feliz por aqueles que lembraram de mim e que não estavam aqui não porque não queriam, mas porque não puderam.

Fiquei muito feliz ao ouvir a voz do meu sobrinho Lucas e do meu irmão Dudu ao telefone.

Comecei comemorando no almoço já, minha "cumadre" me ligou para que fossemos almoçar juntas, almocei com pessoas especiais, com ela, sua mãe Zu, meu afilhado Patrick, com o Gabi (dormindo quase o almoço todo... rsrsrsrs), meu cumpadre Diego e com a Nina, minha irmã.

E quanto ao 8º mês, bom tem sido um mês cheio de coisas, vou começar pelo que não é tão bom, depois conto as coisas melhores... rsrsrrsrs... Tive que tomar antibiotico, que acabou hoje, pois tive uma sinusite. Estou bem inchada, principalmente rosto, por causa dos corticoides que ainda são muitos (60mg). Agora as coisas boas, acho que são mais... :-) ... Estou bem da sinusite já, ainda com um pouco de tosse, mas bem pouco. Os corticoides estão diminuindo. Estou conseguindo dormir, isso é uma ótima notícia, se vocês olharem postagens anteriores verão que estava sofrendo bastante de insônia, não sei bem o que foi, mas depois que o Gustavo me disse que não podia estar assim só por causa dos corticoides que não entendia o que estava tirando o meu sono, na mesma noite consegui dormir, acho que ficava tão ansiosa pensando quantas horas dormiria naquela noite, que dormia um pouco e não dormia mais, também agora eu me acordo na madrugada algumas vezes, mas fico bem quietinha até o sono vir e acabo dormindo novamente. Nesse mês resolvi fazer um canteiro com alguns temperinhos aqui em casa, adorei, na verdade já tinha resolvido a algum tempo, só coloquei em prática agora, e com isso acabei recebendo uma visita de uma amiga que não via a anos, a Loka Paula, ela me trouxe umas mudinhas, foi uma visita ótima, conversamos bastante, comemos nega tomamos chimarrão e rimos muito, adorei a visita. Dei uma de artesã, fiz uma caixa para guardar as fotos antigas, na verdade as fotos já estavam na caixa, só deixei ela mais bonita, tentei ao menos...rsrrsrsrsrrs

Bom, na verdade fiz muitas coisas esse mês, isso são apenas algumas coisinhas, sigo APROVEITANDO UM DIA DE CADA VEZ, CURTINDO AS COISAS SIMPLES, CELEBRANDO A VIDA!

Pensando nos 31 anos, parecendo 21 hehehehhehe, acredito que tenho muito a COMEMORAR e AGRADECER pelas pessoas que tenho ao meu lado, pelas coisas boas que acontecem comigo, até mesmo pelas não tão boas, pela oportunidade que tenho de CRESCER, de APRENDER a cada dia, afinal acredito que essa VIDA é uma oportunidade que temos para aprendermos e tentarmos crescer como ser humano, sei que ainda tenho muito o que aprender, o que mudar, mas acredito que muitas coisas eu estou aprendendo e melhorando como pessoa.

Bom gente, vou ficando por aqui e vamos CELEBRAR A VIDA!

Beijos

P.S.: Terminei de escrever ainda era dia 07, mas até arrumar as fotos, passou da meia-noite, mas como eu digo, se ainda não dormi, não mudou o dia, então ainda é dia 07... rsrrsrs

P.S.2 : Hoje ao ligar o note, abri no google e a página estava com o GOOGLE escrito em motivos de aniver... rsrsrrsrs


























domingo, 7 de outubro de 2012

Aguarde... 3.1 e 8º mês

Hoje é dia de CELEBRAR A VIDA em dose dupla, como todo dia 07 escrevo aqui, pois completa mais um mês do meu transplante. Hoje, além de completar 8 meses de transplante, completa 31 anos que nasci pela primeira vez.

Agora estou um pouco ocupada, envolvida em algumas coisas, então deixarei para mais tarde a publicação de hoje, sobre meus 31 anos de nascimento e 8º mês do transplante.

Até mais tarde, vou ali VIVER...

Beijos




segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Outubro Rosa

Cuide-se! Previna-se! Comece fazendo o auto-exame de Mama

  H I S T Ó R I A

Como surgiu:
   O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

   A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade (www.komen.org). 
   Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa. Todas ações eram e são até hoje direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche e etc. (www.pink-october.org).
   A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.
   A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

Obelisco do Ibirapuera
São Paulo-SP 02/10/2002
   A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao Outubro Rosa, foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), situado em São Paulo-SP. No dia 02 de outubro de 2002 quando foi comemorado os 70 Anos do Encerramento da Revolução, o monumento ficou iluminado de rosa "num período efêmero" como relembra o secretário da Sociedade Veteranos de 32 - MMDC, o Coronel PM (reformado) Mário Fonseca Ventura.
   Essa iniciativa foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama, que com o apoio de uma conceituada empresa européia de cosméticos iluminaram de rosa o Obelisco do Ibirapuera em alusão ao Outubro Rosa.

Fortaleza da Barra
Jornal A TRIBUNA

Santos-SP 12/maio/2008
   Em maio de 2008, o Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama sediado em Santos-SP, em preparação para o Outubro Rosa, iluminou de rosa a Fortaleza da Barra em homenagem ao Dia das Mães e pelo Dia Estadual (São Paulo) de Prevenção ao Câncer de Mama comemorado todo terceiro domingo do mês de maio. Mas o principal objetivo era alertar para a causa do câncer de mama e incentivar as mulheres da região da Baixada Santista a participarem do mutirão de mamografias realizado pelo Governo do Estado de São Paulo. No estado de São Paulo todo ano são realizados 2(dois) mutirões de mamografia sendo, um em maio e o outro em novembro.
   As várias reportagens de tv e jornal, com a repercussão da Fortaleza da Barra iluminada de rosa em maio de 2008, foram apresentadas no mesmo mês no "Course for the Cure" realizado pela ong americana Susan G. Komen, no Hospital Israelita Albert Einstein em São Paulo-SP.
  Nota na primeira página do jornal A TRIBUNA - 12/maio/2008.
  LUZ DE ALERTA - A Fortaleza da Barra ganhou ontem uma iluminação de cor rosa, colocada pelo Instituto Neo Mama. O objetivo foi chamar a atenção da sociedade para o Dia Estadual de Prevenção ao Câncer de Mama (no próximo domingo) e homenagear as mães.
 

Estatua do Cristo Redentor
Rio de Janeiro-RJ - Outubro/2008 
   Em outubro de 2008, diversas entidades relacionadas ao câncer de mama iluminaram de rosa monumentos e prédios em suas respectivas cidades. Aos poucos o Brasil foi ficando iluminado em rosa em São Paulo-SP, Santos-SP, Rio de Janeiro-RJ, Porto Alegre-RS, Brasília-DF, Salvador-BA, Teresina-PI, Poços de Caldas-MG e outras cidades.   O Brasil é mundialmente conhecido pelo seu maior símbolo, a estatua do Cristo Redentor no Rio de Janeiro-RJ. E pela primeira vez, o Cristo Redentor ficou iluminado de rosa no Outubro Rosa.

Fortaleza da Barra
Santos-SP - Maio/2009
   Em maio de 2009, o Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama, novamente iluminou de rosa a Fortaleza da Barra em homenagem ao Dia das Mães e pelo Dia Estadual (São Paulo) de Prevenção ao Câncer de Mama comemorado todo terceiro domingo do mês de maio. Mas o principal objetivo era alertar para a causa do câncer de mama e incentivar as mulheres da região da Baixada Santista a participarem do mutirão de mamografias realizado pelo Governo do Estado de São Paulo. 

Pinacoteca Benedicto Calixto
Santos-SP - Outtubro/2008
   Em outubro de 2009, se multiplicam as ações relativas ao Outubro Rosa em todas as partes do Brasil. Novamente as entidades relacionadas ao câncer de mama e empresas se unem para expandir a campanha.   Com uma visão estratégica o Instituto Neo Mama vai iluminar 2 (dois) locais em Santos-SP, a Fortaleza da Barra e Pinacoteca Benedicto Calixto do dia 23/10/2009 até o dia 02/11/2009. Esse período é em função de ficar próximo do Mutirão de Mamografias que será realizado pelo Governo do Estado de São Paulo no dia 14/11/2009. Como os locais iluminados ficam em frente à praia, os mesmos poderão ser vistos pelos turistas dos navios de cruzeiros e os do feriado prolongado de Finados onde aumenta o número de turistas


 










Cada ano vem aumentando a adesão ao movimento mundial "Outubro Rosa", que visa chamar atenção, diretamente, para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce.

Aqui estão reunidas desde as primeiras iniciativas, até as que atualmente manifestam-se no mundo.

O objetivo deste site é divulgar, de modo simples e verdadeiro, todas as contribuições de vários segmentos da sociedade em relação a esta ação mundial, que embeleza com seu tom rosa, nas mais diversas nuances, monumentos e locais históricos, no sentido de nos mostrar, de modo belo e feminino, a importância da luta contra o câncer que mais mata mulheres em todo o mundo.

O importante é, na realidade, focar este sério assunto nos 12 meses do ano, já que a doença é implacável e se faz presente não só no mês de outubro. No entanto, este mês é representativo para a causa, tornando-se especial e destacado dos demais. 

Ninguém é dono desta iniciativa. Simplesmente desejamos contar a história como ela é, respeitando aqueles que, muitas vezes de modo anônimo, prestaram a sua homenagem e manifestaram seu acolhimento à causa.

Nos ajude a complementar a história e eventos realizados, enviando fotos e artigos para o e-mail: contato@outubrorosa.org.br 





Beijos, cuidem-se!

E aproveitem para CELEBRAR OUTUBRO!